Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Jovem de Imbituba recebe ameaças de grupo neonazistas

Segurança
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foto: Reprodução

Segurança

Jovem de Imbituba recebe ameaças de grupo neonazistas

Caso ocorreu no Feriadão de Páscoa e agora está sendo investigado.

Publicidade


A Polícia Civil de Imbituba investiga o caso de um homem, de 24 anos, filho de moradores do município, que recebeu uma série de ameaças de morte e xingamentos homofóbicos durante o feriadão de Páscoa, originadas de perfis de supostos integrantes de grupos neonazistas. As mensagens chegaram pelo Telegram, um aplicativo de conversa semelhante ao Whatsapp.

“Passei aí na frente, não dei uns tiros por piedade mesmo”, foi uma das mensagens que o jovem recebeu enquanto visitava a família em Imbituba. As agressões foram proferidas por dois perfis, cujas identidades dos autores não são reveladas, entre os dias 2 e 4 de abril.

Desesperado, o jovem não contou as ofensas aos familiares, mas registrou um boletim de ocorrência virtual.

As ameaças foram retomadas nos dias seguintes. Dessa vez, um segundo perfil neonazista chamado “G Santana” também passou a proferir ofensas. Os perfis anônimos mandavam mensagens como “qualquer ora [sic] pode ser você”, “já marquei a tua casa” e “você devia sentir vergonha de sair na rua”. O segundo agressor, que tinha um perfil com foto pessoal, apagou o histórico de mensagens logo em seguida.

Investigação

A Polícia Civil realiza diligências preliminares para verificar a viabilidade de investigar o crime. Segundo o delegado Nicola Patel Filho, o fato de o aplicativo ter sede na Rússia e nele não ser necessário informar sequer o número de telefone ou outros dados pessoais, dificulta a investigação destes crimes.


Publicidade
Continue lendo
Publicidade


Em alta



Publicidade
Publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top