Conecte-se conosco

Moradores da Amurel que participaram de atos terroristas em Brasília são identificados

Política

Moradores da Amurel que participaram de atos terroristas em Brasília são identificados

A maioria deles admitiu ter participado dos crimes em postagens nas próprias redes sociais e depois apagou.

Atualizado em 09/01/2023 17:27

Vídeos: imagens de internet

Vários moradores da Amurel já foram identificados por participação nos atos terroristas deste domingo (8), em Brasília, que resultaram na depredação das sedes do Executivo, Legislativo e Judiciário. A maioria deles admitiu ter participado dos crimes em postagens nas próprias redes sociais.

O vídeo de uma idosa de 67 anos, de Tubarão, viralizou. Sem medo de mostrar o rosto, ela afirma que estava “quebrando tudo” e iria “pra guerra” para “pegar o Xandão” [Alexandre de Moraes, ministro do STF]. Outra tubaronense, uma empresária, aparece em alguns vídeos no Palácio do Planalto. “Agora a gente só sai daqui com o exército. Intervenção militar é o que a gente pede”.

O dono de uma revista de circulação local também se destacou entre os baderneiros, ao subir no topo da cúpula do Congresso Nacional.

Depois da repercussão negativa, alguns apagaram as postagens ou até mesmo os perfis. Não há informações se houve prisões de manifestantes da região. Cerca de 1.200 pessoas foram presas e levadas para a superintendência da Policia Federal. Pelo menos 200 foram transferidos para um centro de detenção provisória e penitenciária feminina.

(Visited 688 times, 1 visits today)

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA TAMBÉM

HASHTAGS

To Top
To Top