Conecte-se conosco

EXTRA.SC

PRIMEIRA MÃO – Festinhas com o secretário de Segurança descredibilizam ações da força-tarefa

Blog do Alessandro Neves
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Fotos: Reprodução/Instagram

Blog do Alessandro Neves

PRIMEIRA MÃO – Festinhas com o secretário de Segurança descredibilizam ações da força-tarefa

Leia também: Câmara de Vereadores, bandeirolas, Laguna, Moisés, Kennedy, Beto Martins, Bolsonaro, Fundação Unisul, Medicina e outras notas curtas.

Publicidade


Já elogiei pessoalmente e publicamente as ações do secretário de Segurança Evandro Almeida, desde que assumiu o comando da pasta. Mas nisso, não dá pra passar pano. Pegou mal a sua participação em duas festinhas durante o fim de semana. A primeira, pasmem: aniversário de um médico. Amigos, comes e bebes e até banda animando o encontro. Tudo o que as autoridades de Saúde não recomendam e os decretos estadual e municipal proíbem.

Se não bastasse a primeira infração, veio uma segunda. Evandro promoveu uma festa de aniversário para o filho. Com a presença de uns 20 coleguinhas. É de se imaginar que ninguém tenha usado máscara durante a atividade.

Para algumas pessoas, incluindo Evandro, a necessidade de fotografar e publicar tudo o que se vive fala mais alto. Só que expor o descumprimento de regras de combate à pandemia, regras que o próprio Evandro, quando líder da força-tarefa, exigiu o cumprimento, descredibiliza toda a ação promovida pelo município nessas ocasiões.

Que moral nossas autoridades de Segurança terão, a partir de agora, para cobrar que um restaurante mantenha o distanciamento entre as mesas ou feche às 23 horas, como mandam os decretos? E como ficam Bocão, Jardim da Praça ou DAM, que foram penalizados com 15 dias de suspensão, exatamente por descumprirem as normas impostas?

Em um mundo justo, nosso secretário, que perdeu o pai para a COVID-19, mereceria pelo menos a mesma pena aplicada aos estabelecimentos citados: 15 dias de gancho. Ou festinhas em casa, com gente rica e influente, foram liberadas?

 

Novas normas

Dando razão às críticas aqui descritas na última semana, o presidente da Câmara de Tubarão, Nilton de Campos (PSD), baixou novas normas de controle à pandemia. Nos corredores da Casa, fala-se em “ditadura”.

Vereadores precisam agendar com a presidência para receber visitas. As reuniões só poderão ocorrer na sala do presidente ou em plenário, locais que deverão ser previamente reservados. Além disso, assessores não podem mais entrar no plenário durante as sessões.

 

Beto

Ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins reuniu lideranças no último sábado (19), entre eles o senador Jorginho Mello, para assinar sua ficha de filiação no PL.

Beto, um bom nome que se afastou da política nos últimos 10 anos, é o segundo suplente de Jorginho. Possivelmente assumirá a cadeira em Brasília por alguns meses. Nesse meio tempo, poderá ser candidato a deputado federal.

Foto: Divulgação

 

Bandeirolas

Durou apenas três dias a instalação de bandeirolas em comemoração aos 30 anos de uma clínica tubaronense, nos mastros do Parque Linear, beira-rio de Tubarão

A autorização, que fere leis e o bom senso, caiu na conta da Secretaria de Urbanismo, mas surgiu de uma solicitação pessoal do presidente da Câmara de Vereadores, ex-dirigente da pasta.

 

Laguna

O prefeito de Laguna, Samir Ahmad (PSL), reuniu-se na última sexta-feira (18) com o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), para tratar dos investimentos e obras no município.

Na pauta foram discutidas a revitalização da orla do Mar Grosso, pavimentação Iró-Praia do Sol, ponte das Madres, Rodovia Ageu Medeiros e investimentos na Educação

 

Kennedy

Deputado Estadual Kennedy Nunes foi a Brasília assinar ficha de filiação no PTB, junto ao presidente Roberto Jefferson, onde concorrerá ao cargo de senador nas Eleições 2022.

“Uma nova missão em um partido que tem em suas diretrizes estatutárias as bandeiras que há tantos anos defendemos: vida, família e combate à corrupção. Uma nova história Deus tem pra mim”, comentou à coluna.

 

Fundação Unisul

A coluna recebeu algumas dezenas de mensagens repercutindo texto da semana retrasada, questionando a importância da Fundação Unisul sem a posse da universidade.

De forma quase unânime, os leitores concordaram: só serve para seguir sustentando os altos salários de seus dirigentes.

 

Medicina

Os estudantes do curso de Medicina da Unisul protocolaram uma representação no Ministério Público para voltarem a ter aulas presenciais. Enumeram portarias do Ministério da Educação que permitem o retorno do ensino in loco, adotando os protocolos de segurança contra a Covid-19.

Caso não sejam atendidos pela Ânima, exigem redução de 30% na alta mensalidade.

 

Anti-Bolsonaro

Vergonhosa a manifestação anti-Bolsonaro em Tubarão. Com a chuva e um iminente fracasso, o ideal teria sido cancelar o movimento. Ações como esta, esvaziadas, fortalecem ainda mais o nome do presidente da República.

Ao meu ver, o mais grave no ato foi a assinatura partidária. PT e PSTU, entre outras siglas de esquerda, não esconderam a participação efetiva no ato. Partidos que, entre tantos deslizes, defendem um ex-presidiário. Não dá.

Foto: Matheus Madeira

 

Curtas

• Parabéns da coluna para o município de Imbituba, que comemorou 63 anos de belas histórias nessa segunda-feira (21). Cidade que faz o visitante se sentir em casa.

• Ex-vereador Alexandre Moraes (PSD) foi convidado pelo presidente estadual do PSB, Claudio Vignatti, para ser candidato a deputado federal em 2022.

• Empresários do ramo de eventos já fazem planos para o Verão de Laguna que, pós-pandemia, deverá ser o maior dos últimos anos…

• … atrações como Barões da Pisadinha, Israel e Rodolfo, Jota Quest e É o Tchan já estão fechadas.

• Falando em eventos, uma aposta da coluna: vem aí a Produsul.

• Suplente de vereador pelo PL, Toninho da Passagem assume a cadeira do titular Soratto em novembro…

• … seguindo combinado em campanha, o edil cederá o espaço para quatro suplentes do partido, um por ano.

• Evento promovido pela Unisul TV e Fundação de Cultura de Tubarão, homenageando Berto Koch, mostrou mais uma vez a soberba da emissora: a imprensa não foi convidada…

… a propósito, 90% da nova programação, divulgada pela emissora na última semana, será apresentada por profissionais mais experientes. Em quase nada lembra uma TV universitária. Uma pena.

• Dizem (mas não afirmo) que faltou uma proibição nas novas regras da Câmara de Tubarão: ir trabalhar com os sapatos trocados. Isso pode!



Receba as notícias em primeira mão pelo Grupo do EXTRA.SC no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Hmfy73b8TDYCHlfbY3HLxj



Publicidade
Continue lendo


Jornalista e apresentador. Começou na comunicação aos 9 anos. Trabalhou nas rádios Tabajara AM, Santa Catarina AM, Comunitária FM, Tropical FM e Top FM; na Unisul TV; nos jornais De Bairro e Extra Santa Catarina; e na assessoria do apresentador Gugu Liberato e do jornalista Flávio Ricco. Atualmente, dirige a Abra Play e é editor do EXTRA.SC.

Registro profissional: JP 5360/SC



Publicidade

Blogs e colunas


Publicidade
Publicidade
Publicidade
3 comentários

3 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top