Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Está esquentando os bastidores da política

Blog do Antonio Bento
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foto: Reprodução

Blog do Antonio Bento

Está esquentando os bastidores da política

Publicidade


Quem não conhece ou pouco entende do jogo fica muito impressionado ao ouvir algo assim, fulano de tal que era contra agora está se juntando a quem possuía restrita relação e até o criticava. Mas como em política tudo isso é normal, não há como duvidar dessas aproximações, mormente em período de eleição. Por detrás do cenário existem centenas de elegantes profissionais da política que aguardam o tempo certo para bote. É assim, quem está não quer largar o filé e os que querem entrar ficam apenas roendo o osso.

Senador Esperidião Amim que o diga, com sua família na linha de frente, em agremiação partidária, com nome e sobrenome. Não é surpresa alguma de o progressista disputar o governo do estado, com apoio do prefeito João Rodrigues (PSD) de Chapecó. A pedra no sapato do matreiro senador diz respeito a prefeitos do seu partido que já anteciparam apoio ao governador Carlos Moises que concorre a reeleição. Quer dizer, embora com muita experiência, Amim também amarga o antagonismo de seu próprio partido.

 

Brasil e seu provincianismo

Antes, durante e depois. Sempre foi assim, no grandessíssimo descontrole do campeonato político brasileiro. Não bastasse o país ainda vivenciar uma estrutura estalada por conta dessa desvairada disputa no campo da estremecida ideologia das intermináveis agremiações partidárias, outras situações ocorrem como na idade da pedra. A mais recente, não fosse triste seria hilariante. Presidente Bolsonaro tentando vender, em época de crise, a imagem do Brasil lá fora.

No Oriente Médio, onde foi festivamente recebido pelo Sheik de Abu Dhabi dos Emirados Árabes Unidos, na outra ponta, Lula foi a Europa, e em países de ideologia esquerdista, em discurso no parlamento europeu, atirou combustível impiedosamente contra seu próprio país, acusando o presidente Bolsonaro dos graves problemas econômicos e de saúde por conta da pandemia. Principal artífice do Petrolão, Mensalão e empobrecimento social, o ex-presidente e ex-presidiário tenta da pior e maligna forma colocar o Brasil no seu continuado provincianismo irracional. Pode isso, Arnaldo!

 

Napoleão em roteiro pela região sul

Político inteligente e conhecedor do estado catarinense, o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSD), não para e segue visitando municípios por toda Santa Catarina. Decidido a participar do pleito de 2022, como pré-candidato ao governo, o pessedista do Vale de Itajaí, se diz preparado e incentivado, especialmente pelo apoio que vem recebendo de muitos amigos e correligionários.

Sabe-se que falta muita coisa para tornar-se realidade, até porque, na sigla, outros nomes fortes, caso do ex-governador Raimundo Colombo e do prefeito de Chapecó, João Rodrigues, estão também na lista para concorrer a sucessão de Carlos Moises. Definição somente no início do ano que vem.

 

A corrida para o Governo Federal

Polarização ou terceira e quarta vias poderão fazer a diferença na hora H? Hoje, basicamente, Bolsonaro e Lula estão na onda da imprensa e nas mídias sociais. No entanto, não há como menosprezar figuras como Eduardo Leite, Ciro Gomes, João Doria, o novato Sergio Moro, entre outros que aspiram ser presidente do Brasil.

Politicamente analisando, não haverá jamais o efeito bolsonarismo das eleições de 2018, sendo que, em 2022 a regra será completamente diferente daquela que elegeu algumas centenas de anônimos, sendo boa parte hoje ferrenhos rivais do então seu líder maior. Em política tudo é possível, até boi pode voar.

Chegou a vez de Tubarão

Atualmente sem nenhum representante na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados, parece este quadro deve mudar mesmo a partir de 2024. Vice-prefeito Caio Tokarski (PL) está feliz pelo apoiamento que recebe quase que diariamente para sua corrida a uma cadeira na Câmara Federal. O mesmo ocorre com o ex-prefeito Felipe Collaço (Progressistas) para emplacar uma vaga na Alesc

Caio e Pepe estão aproveitando o máximo possível para percorrer não só os municípios da Amurel, mas ampliando seu roteiro por toda Santa Catarina, visitas que outros pré-candidatos fazem aqui também. Tubarão, como município polo de uma microrregião, com cerca de 400 mil habitantes, não pode ficar sem representante no parlamento catarinense, ou melhor, a Amurel possui suficientemente eleitores para ter no mínimo dois federais e três estaduais. Digite certo, na hora de votar.



Receba as notícias em primeira mão pelo Grupo do EXTRA.SC no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Hmfy73b8TDYCHlfbY3HLxj



Publicidade
Continue lendo


Atua na comunicação desde 1975, com foco no jornalismo político e esportivo. Trabalhou nas três emissoras de rádio AM de Tubarão. Atualmente, é funcionário da Rádio e TV Tubá. Também assina colunas em alguns jornais da região.

Os artigos aqui publicados não refletem, necessariamente, a opinião do EXTRA.SC.



Publicidade
Publicidade

Blogs e colunas


Publicidade
Publicidade
Publicidade
To Top