Conecte-se conosco

EXTRA.SC

JULHO: Lockdown, interpelação contra secretário de estado, passarela de concreto e “féqui nilzi”

Retrospectiva 2020
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Retrospectiva 2020

JULHO: Lockdown, interpelação contra secretário de estado, passarela de concreto e “féqui nilzi”

Publicidade


 

Destaques

Tubarão liderou um movimento que culminou no lockdown dos municípios da Amurel, por conta da pandemia do novo coronavírus. A decisão foi tumultuada, após os prefeitos de Braço do Norte, Grão-Pará e Gravatal, que tinham se comprometido a aderir à paralisação, voltarem atrás. O Ministério Público chegou a protocolar uma ação civil contra esses municípios. A Justiça determinou que ambos aderissem ao lockdown.

Duas carreatas reuniram pessoas contrárias ao fechamento de atividades econômicas. A primeira foi organizada por donos de bares e restaurantes. Pelo decreto, divulgado naquela semana, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e churrascarias só poderiam atender presencialmente de segunda a sexta-feira, até as 20 horas. A manifestação teria surtido efeito, se não fosse o lockdown decretado cinco dias depois.

Na segunda carreata, cerca de 30 pessoas protestaram contra o decreto que determinava lockdown parcial em Tubarão. O ponto negativo da reunião, liderada pelo então pré-candidato a prefeito Jó Krüger (PSC), foi o buzinaço próximo ao Hospital Nossa Senhora da Conceição.

Joares Ponticelli (Progressistas) anunciou que interpelaria na Justiça o secretário de Estado da Saúde André Motta Ribeiro. O prefeito de Tubarão acusou o secretário de ter mentido em entrevista à NSC TV, quando anunciou ter enviado R$ 20 milhões para o município combater o novo coronavírus. Em reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo, Ponticelli fez duras críticas ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL): “os prefeitos estão à deriva, por um governo que desapareceu”.

A passarela de concreto em frente à Unisul foi liberada para uso, quatro anos após o vendaval que destruiu quase por completo a antiga ponte pênsil. Uma arte fake divulgava que haveria uma cerimônia de inauguração, o que desrespeitaria os decretos de combate à pandemia. A informação foi desmentida em seguida. Horas antes da liberação da obra, uma câmera de segurança flagrou o momento em que um homem fixou uma faixa de protesto no tapume de acesso.

Um vídeo com “pérolas” do vereador Gelson Bento (Progressistas) viralizou nas redes sociais. O material, retirado de uma sessão ordinária da Câmara, destacava erros de português – e inglês cometidos pelo edil. A frase que gerou mais repercussão foi “O que tão fazendo, é simplesmente féqui neusi”.

 

 

Relembre

O governador Carlos Moisés testou positivo para novo coronavírus. Ele apresentou sintomas leves, tosse, dor de garganta e febre baixa.

Três dias após ter contato com Jair Bolsonaro (sem partido), o tubaronense José Henrique Romualdo, de 7 anos, recebeu uma ligação de Brasília orientando que os pais realizassem o teste para coronavírus nele. O garoto é fã do presidente. No mesmo mês, Bolsonaro publicou uma foto nas redes sociais vestindo a camisa do Hercílio Luz. Foi a terceira vez que o chefe de Estado surgiu vestindo uniformes dos times da cidade.

Municípios da região decidiram adotar o protocolo de tratamento precoce contra o coronavírus. Pacientes tiveram acesso a medicamentos como hidroxicloroquina, ivermectina, sulfato de zinco e vitamina D.

A Amurel atingiu a marca de 80 mortes decorrentes de complicações causadas pelo novo coronavírus.

Enquanto a Prefeitura de Tubarão tentava credenciar novos leitos de UTI junto aos hospitais, o Estado garantiu 10 vagas para terapia intensiva no Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, em Laguna.

O homem acusado de furtar vasos de plantas de estabelecimentos comerciais confessou o delito à reportagem do EXTRA.SC. “Desci o Morro do Canudo e vi dois vasos. Eu disse assim ‘bah, que vaso bonito, tá bem na frente. Vou levar’. Eu sei que foi errado”, admitiu.

A Polícia Civil e o Procon interditaram a fábrica da Brilholac, no Revoredo, por fabricação de álcool fora dos padrões.

Após um ciclone-bomba que passou por Santa Catarina, Tubarão chegou a registrar temperatura negativa de -0,5°C.

A diretoria do Clube Atlético Tubarão entrou com pedido no Tribunal de Justiça Desportiva para que o Campeonato Catarinense seja encerrado sem declaração de campeão e rebaixado. Último colocado na tabela, o Peixe ainda tinha pela frente dois jogos para se salvar da queda à Série B do estadual. O pedido foi acatado em parte pelo TJD. O órgão definiu que o torneio prossegue, mas a Federação Catarinense de Futebol não poderia homologar o rebaixado até a decisão final da justiça.

 

 

Óbitos

Morreu o padre Evaristo Debiasi, aos 80 anos. Ele estava internado em uma UTI, em Florianópolis, após realizar uma cirurgia em decorrência de complicações de um câncer. Nascido em Orleans, Evaristo foi ordenado diácono em 1967, em Tubarão.

 

Vídeos relacionados

 

 

Fotos: Alessandro Neves/EXTRA.SC, reprodução, Marcelo Becker/PMT, reprodução



Receba as notícias em primeira mão pelo Grupo do EXTRA.SC no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Hmfy73b8TDYCHlfbY3HLxj



Publicidade
Continue lendo


Em alta



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
To Top