Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Unisul/Ânima responde carta de acadêmicos de Medicina, mas segue sendo contestada

Educação
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Educação

Unisul/Ânima responde carta de acadêmicos de Medicina, mas segue sendo contestada

Afirmações da instituição de ensino são facilmente contraditadas pelos estudantes.

Publicidade




A Unisul/Ânima enviou ao EXTRA.SC, na tarde desta sexta-feira (16), resposta aos questionamentos levantados por seis entidades que representam estudantes de Medicina dos campi Tubarão e Pedra Branca da universidade.

Na nota, a Unisul/Ânima garante que segue investindo na melhoria de todos os seus processos. “Nesse sentido, lançou edital de ingresso via vestibular para o curso de Medicina com critérios inovadores, visando selecionar os candidatos com melhor perfil para o curso”. Acadêmicos compararam o novo processo seletivo com uma prova do “Big Brother Brasil”, ou uma gincana.

Ainda na resposta, a universidade diz que conta com a “aprovação prévia das instâncias institucionais e com amplo debate na comunidade acadêmica”. A informação é contestada pelos alunos, que reclamam da “maneira abrupta” com que age o grupo Ânima Educação, nova gestora da Unisul.

Por fim, a universidade ressalta que “todas as formas de ingresso obedecem rigorosamente às normativas legais e as vagas autorizadas pelo MEC, bem como a capacidade que a Universidade”. As duas afirmações também não batem com as reclamações dos estudantes. Na primeira, os futuros médicos apontam que o novo processo seletivo permite diferenciar os participantes, na questão de oportunidades e poder aquisitivo. Na segunda, lembram que o Ministério da Educação suspendeu o ingresso de novos estudantes no curso de Medicina do campus Tubarão.

 

Leia a nota, na íntegra:

A Unisul ressalta que segue investindo na melhoria de todos os seus processos com foco integral na qualidade da educação entregue, que é o seu bem maior e seu único propósito. Nesse sentido, lançou edital de ingresso via vestibular para o curso de Medicina com critérios inovadores, visando selecionar os candidatos com melhor perfil para o curso.

Com a aprovação prévia das instâncias institucionais e com amplo debate na comunidade acadêmica, tem-se promovido a alteração na matriz curricular dos seus cursos a fim de cumprir as exigências das novas Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação (MEC), em especial no que diz respeito à curricularização da extensão, ou creditação (curricular) da extensão, estratégia prevista no Plano Nacional de Educação (PNE) e recomendada pela Resolução nº 7 MEC/CNE/CES, de 18 de dezembro de 2018.

É importante ressaltar que uma Unidade Curricular é uma nomenclatura adotada pelos próprios normativos do MEC e tem significado mais amplo do que os das disciplinas. A Unidade Curricular é composta, dentre outros, por tópicos geradores que estão relacionados às competências e às experiências dos alunos. Neste sentido, cada curso irá potencializar atividades de formação que vão além da sala de aula, como o desenvolvimento de projetos de pesquisa, extensão e outras atividades curriculares que, além das aulas tradicionais, trabalham o conceito de sala de aula ampliada.

Por fim, ressaltamos que todas as formas de ingresso na Unisul obedecem rigorosamente às normativas legais e as vagas autorizadas pelo MEC, bem como a capacidade que a Universidade, com o seu qualificado corpo docente e administrativo, possui de acolher novos alunos com total responsabilidade diante do seu propósito de transformar o país pela educação.


Publicidade
Continue lendo
Publicidade
Publicidade


Em alta



Publicidade
Publicidade
To Top