Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Investigação prossegue e governador Moisés é afastado pela segunda vez

Política
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foto: Valter Campanato/ABR

Política

Investigação prossegue e governador Moisés é afastado pela segunda vez

Corte decidiu por 6 votos a 4 dar prosseguimento à denúncia sobre compra dos “respiradores fantasmas”.

Publicidade


O pedido de impeachment do caso dos respiradores foi aprovado nesta sexta-feira (26) e o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), será novamente afastado do cargo. A suspensão ocorre por até 120 dias. A decisão foi tomada por 6 votos a 4 pelo tribunal de julgamento formado por desembargadores e deputados estaduais. A sessão durou mais de 14 horas.

O julgamento aparentava clima de maior tranquilidade para o governador em relação ao primeiro processo de impeachment, no ano passado. Na ocasião, Moisés também chegou a ser afastado temporariamente, mas viu a denúncia ser arquivada e retornou ao cargo.

Ao contrário do primeiro processo de impeachment, quando Moisés teve a favor dele os votos da maioria dos desembargadores, mas viu os deputados estaduais votarem contra, desta vez o quadro do tribunal de julgamento foi praticamente o inverso. Moisés teve quatro legisladores, mas ficou sem os desembargadores e também sem o voto decisivo do deputado Laércio Schuster (PSB).

O pedido de impeachment de Moisés se baseava em quatro pontos: a compra de 200 respiradores por R$ 33 milhões com pagamento antecipado e que não teve entrega dos produtos, uma suposta prestação de informações falsas à CPI que analisou o caso na Assembleia Legislativa, a tentativa de contratação de um hospital de campanha com supostas irregularidades em Itajaí e a ausência de punição aos servidores que teriam relação com a negociação.

Carlos Moisés volta a ser afastado temporariamente do cargo, como já havia ocorrido em outubro de 2020. O governador fica longe das funções por até 120 dias e a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) assume o Governo do Estado.


Publicidade
Continue lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade




To Top