Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Jovem morta em Laguna foi obrigada a cavar própria cova antes de levar tiros

Segurança
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foto: Polícia Civil

Segurança

Jovem morta em Laguna foi obrigada a cavar própria cova antes de levar tiros

Após cavar o buraco, ela foi morta com dois tiros.

Publicidade


A Polícia Civil de Santa Catarina revelou, nesta sexta-feira (3), detalhes sobre a morte da paranaense Amanda Albach, de 21 anos. O corpo da jovem foi encontrado enterrado na Praia do Sol, em Laguna, no início desta tarde. Três pessoas, uma delas amiga da vítima, foram presas temporariamente em Canoas, no Rio Grande do Sul, na quinta-feira (2).

Segundo o delegado Bruno Fernandes, responsável pela investigação, um dos suspeitos disse que o crime ocorreu momentos após a jovem fazer contato com a família, em 15 de novembro. Ele teria obrigado a jovem a fazer a própria cova antes de disparar duas vezes contra a vítima.

Os policiais buscaram informações sobre a vida social da jovem e confirmaram que ela esteve em uma festa no dia 14 do mesmo mês, em Florianópolis. Depois disso, retornou com o trio preso à casa onde estavam, na divisa entre Imbituba e Laguna, no Litoral catarinense.



Receba as notícias em primeira mão pelo Grupo do EXTRA.SC no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Hmfy73b8TDYCHlfbY3HLxj



Publicidade
Continue lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top