Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Febre Amarela pode estar presente na região, diz Unidade de Vigilância de Zoonoses

Saúde
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Foto: Divulgação

Saúde

Febre Amarela pode estar presente na região, diz Unidade de Vigilância de Zoonoses

A febre amarela é uma doença causada por um vírus, que é transmitido pela picada de um mosquito.

Publicidade


A morte de oito macacos em Santa Rosa de Lima alerta sobre a possível presença da Febre Amarela na Associação de Municípios da Região de Laguna (Amurel). Os animais estão sendo investigados por especialistas e, em breve, o laudo será divulgado. A coordenadora da Unidade de Vigilância de Zoonoses, Gabriela Nunes, ressalta que os macacos não transmitem a doença infecciosa. “Eles são importantes sentinelas onde o vírus da Febre Amarela está circulando. Macacos mortos são analisados em exames específicos para detectar a verdadeira causa da morte, o que aciona o alerta de cuidado com as pessoas”, explica.

Com a suspeita, relembra-se que calafrios, dor de cabeça intensa, nas costas, no corpo, náuseas, vômitos, fadiga, fraqueza e início súbito de febre são sintomas da infecção – e merecem atenção da população. “A maioria das pessoas melhora após esses sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% apresentam um breve período de horas a um dia sem sintomas e, então, desenvolvem uma forma mais grave da doença”, reforça Gabriela. É importante procurar um médico na unidade de saúde mais próxima e informar sobre viagens às áreas de risco. “Comunicar também se tomou a vacina, a data, sobretudo, avisar as autoridades sanitárias do município ou estado”, completa a coordenadora.

Ainda, caso se encontre um macaco morto, é necessário que se avise às autoridades competentes, seja a Regional de Saúde ou a própria UVZ, pelo telefone (48) 3632-2172.


Publicidade
Continue lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade




To Top