Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Motorista que atropelou e matou ex-jogador de futebol é indiciado por homicídio doloso e qualificado

Segurança
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Fotos: Divulgação

Segurança

Motorista que atropelou e matou ex-jogador de futebol é indiciado por homicídio doloso e qualificado

Testemunhas contaram que após a colisão o acusado nem sequer diminuiu a velocidade e fugiu.

Publicidade


O inquérito de investigação do atropelamento seguido de morte do ex-jogador de futebol João Batista Lemos, o Tita, foi concluído. O autor responderá por homicídio doloso e qualificado, cuja pena pode chegar a 30 anos de prisão.

O acidente ocorreu no dia 9 de dezembro, em Laguna, na rodovia de acesso à BR-101. A Polícia Civil colheu elementos que indicaram que o atropelamento do ciclista ocorreu no acostamento, em uma manobra ilegal de ultrapassagem pela direita, a uma velocidade acima da permitida para o trânsito local.

Além disso, testemunhas contaram que após a colisão o motorista da Tucson nem sequer diminuiu a velocidade e fugiu. O autor alegou fuga do local por medo de um possível linchamento, mas foi constatado que não ocorreu qualquer reunião de pessoas com esse objetivo, mas apenas para prestar socorro à vítima.

Foram analisadas imagens de câmeras de segurança que demonstraram direção agressiva do condutor desde o bairro Mar Grosso até o acidente. Por fim, foram colhidos indicativos de possível embriaguez ao volante. Uma testemunha, que teve contato por telefone momentos antes do atropelamento, afirmou que ele mal conseguia falar.



Receba as notícias em primeira mão pelo Grupo do EXTRA.SC no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Hmfy73b8TDYCHlfbY3HLxj



Publicidade
Continue lendo
To Top