Conecte-se conosco

EXTRA.SC

Buscar apoio é o maior desafio do esporte tubaronense

Tubarão - 149 anos
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Tubarão - 149 anos

Buscar apoio é o maior desafio do esporte tubaronense

Futebol profissonal e amador, futsal e várias outras modalidades envolvem torcidas e atletas dedicados a representar bem a cidade. Na série de vídeos, dirigentes do CA Tubarão e do Tubarão Futsal celebram os 149 anos da cidade que representam.

Publicidade





 

Tubarão tem sido muito bem representado no esporte. E quando se fala em esporte não são apenas os times de futebol profissional – Clube Atlético Tubarão e Hercílio Luz. O futsal tem uma trajetória repleta de conquistas, o futebol amador envolve torcidas cativas e várias outras modalidades contam com atletas que se dedicam imensamente para representar a cidade da melhor forma possível.

Além de buscar bons resultados nas competições, todos têm como principal desafio conseguir apoio e investimentos para continuar a sonhar. Pode-se dizer que houve evolução nesse sentido, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido para atingir o reconhecimento esperado.

O número de beneficiados dos programas Bolsa Atleta e Bolsa Técnico aumenta a cada ano. Em 2018, eram 142 atletas e em 2019 são 145. Os treinadores contemplados são hoje 36 e eram 32 no ano passado. As modalidades coletivas têm à disposição a Arena Multiuso e os ginásios Salgadão e Paulo Jacob May, além do Sesc e da Fucap, em Capivari de Baixo, parceiros da Fundação Municipal de Esporte.

Foto: Marcelo Becker/PMT

Falando especificamente de resultados, a vida dos dois times de futebol não tem sido fácil. Depois de muito esforço, o Peixe escapou do rebaixamento no Campeonato Catarinense e continua na elite. Na Série D do Campeonato Brasileiro, segue acreditando na classificação, mas a primeira vitória foi conquistada apenas neste domingo (26) e a equipe está em terceiro na tabela de seu grupo.

Já o Leão do sul não conseguiu permanecer na divisão principal do Estadual e em 2020 disputará a Série B. Na Série D do Brasileiro, o desempenho é melhor que o do rival. O Hercílio está na liderança de seu grupo, já classificado à próxima fase. Nos bastidores, a construção do novo estádio tem sido pauta constante entre a diretoria e os torcedores. O Anibal Costa foi vendido em 2018 por R$ 12 milhões e o clube pode utilizar o local até 2021.

No futsal, a situação é bem mais tranquila. Após sagra-se campeão da Divisão Especial do Catarinense em 2018, com dois jogadores no top do ranking de artilheiros, o Tubarão Futsal está em terceiro Lugar na Liga – com o melhor aproveitamento entre todas as equipes e um jogo a menos que os dois primeiros colocados – e em segundo no Estadual.

Foto: Iully Ribeiro/Tubarão Futsal

 

Vídeo

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=2ZUCOa3RR2k]


Publicidade
Continue lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade




To Top